terça-feira, 13 de setembro de 2011

O Boneco

Um dia desses, Deus estava dando uma repaginada no visual do Seu templo e resolveu jogar algumas coisas velhas fora. Abriu os armários e tratou de tirar todo aquele barro ressecado, os blocos de desenho e alguns tocos de lápis, que já não usava mais. Era tralha pra tudo quanto é lado, amigo, quem foi que disse que Deus era organizado? Alguns de Seus filhos, graças à Ele ou não, melhoraram esse costume. Eu nasci a cara do pai, se é que me entendem, mas enfim... Ainda assim, a desorganização acabou valendo a pena: no meio de tanta porcaria, Deus encontrou um de Seus bonecos. O barro já estava totalmente duro e sem alma.
Com uma tremenda cara de espanto e uma batida com a palma da mão bem no meio da testa, ele gritou: "Eu do céu!", e girou nos calcanhares em direção ao Seu escritório. Entrou empurrando a porta de carvalho, jogou no chão tudo que estava na mesa de pedra, apanhou Suas ferramentas e empenhou-se no conserto do velho boneco.
Enquanto Suas divinas mãos trabalhavam, os pensamentos rodopiavam em Sua cabeça:

"O mundo do jeito que está e eu esquecendo de mandar logo esse... que pecado da minha parte! E para quem eu vou pedir perdão, agora? Como eu detesto essa profissão, carambolas..."

Depois de não muito tempo, havia terminado. Em Suas mãos, um sujeito de baixa estatura, pouco cabelo e de pele escura. Mas percebia-se pela satisfação divina que era um daqueles bonecos salvadores. Não que Deus não ficasse satisfeito após cada criação, mas o olhar penetrante que Ele dera ao boneco era de um autêntico pacificador. Um herói, sendo mais emblemático.
E com um leve toque no peito do boneco e um sopro no ar, Deus lhe deu a vida e o enviou à Terra com a seguinte missão: fazer com que as pessoas aprendam a aconselhar a si mesmas.

- Pois o ser humano só não é conselheiro de si próprio... - Deus refletia. - É capaz de dar os melhores conselhos e solucionar os problemas de todos ao seu redor. Mas quando os mesmos problemas acontecem em sua própria vida, torna-se fraco e mal consegue começar a resolvê-los.


Então me diga, meu Deus... Quem é essa pessoa?